Publicidade

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Metas para 2008

O ano mal começou e a galera já fez promessas. Alguns de maneira ácida, como o Antonio Tabet, outros com um humor, como o Piero Barcellos, e outros com uma sinceridade bem sincera, como a Vanessa Guedes.

Não sou de prometer. Não gosto dessa palavra. "Promessa" me dá a sensação de ter de cumprir aquilo custe o que custar. Dá-me, também, a certeza de que mais da metade não será cumprida. Afinal, promessas estão aí justamente para isso: não serem cumpridas. Tenho 15 anos de promessa escoteira, algo que levo muito a sério, e não consigo cumprir todas as leis desse movimento centenário.

Para não ser mais um que promete, mas não cumpre, tracei algumas metas para esse ano. Até porque, para mim, meta é aquilo que pretendes conseguir, algo meio utópico, mas que não necessariamente é necessário cumprir: basta tentar. Na verdade, a minha única promessa é tentar atingir as metas que tracei - e não foram muitas.

Então, aqui estão as minhas metas para este ano que iniciou ontem:

1) Tornar-me jornalista até o final do ano;
2) Ganhar dinheiro com este blog;
3) Tirar do papel algumas idéias que tenho na caixola, entre elas: dois e-books e um site meio nerd;
4) Tirar um pouco do gelo que tenho com relação a "relacionamentos amorosos";
5) Manter esse meu humor, ácido, sarcástico, mas não (muito) irresponsável;
6) Manter, também, viva a criança que tenho dentro de mim;
7) Fazer menos memes, porque alguns que fiz foram idiotas. =D

Também tem aquilo que nós esperamos para este ano. Não colocarei aqui coisas como "respeitar o próximo e o bem alheio", "não corromper, nem ser corrompido", "não ter mais crianças na rua", etc., etc., e etc. Porque tem coisas que nunca mudarão, e esperar que mude, assim, de uma hora pra outra sem mexermos nossa busanfa da cadeira - tem gente que adora protestar virtualmente, como é meu caso de vez em quando - é uma utopia quase patética. A mesma argumentação vale com algum possível "espero namorar".

O que espero, mesmo, é que todos nós façamos o que diz uma célebre frase de uma agenda de quando eu ainda estava na oitava série: que tu nunca digas "eu desisto" sem antes dizer "eu tentei".

Que este 2008 seja menos pior do que 2007, 2006, 2005, 2004...

3 comentários:

Wagner disse...

Rs... eu também já não me prometo mais nada... Ia me prometer parar de fumar... :S mas me atentei que prefiro deixar que isto aconteça naturalmente...
Valeu pelo comentário. Espero sempre suas visitas e rs... pode deixar que eu vou me expressar melhor!
Grand abraço!

Vanessa disse...

hahaha!
desde quando teus memes foram idiotas? o.o

ah, respondi aquele atrasado agorinha lá no blog^^

feliz ano novo!

Menina Ruiva disse...

Ainda vou traçar as minhas metas para 2008! Espero... =/