Publicidade

domingo, 31 de agosto de 2008

Frio e calculista

O Bernardo é uma pessoa legal. Por onde passa chama a atenção. Não pela sua beleza, porque muitos não consideram-no bonitão. Sim pelo seu bom humor sarcástico. É impossível ficar ao lado dele e não rir. E também não dizer "quero morrer te tendo como amigo, senão tô fodido". Não é para menos.

Um dia um colega de trabalho - na verdade um superior, mas não o chefe - chegou pedindo ajuda. Bernardo, como sempre, ajudou, sem problema algum. Afinal, para ter sucesso é preciso trabalhar para tê-lo, e da melhor maneira possível. O problema é que esse "superior" - que na verdade é o filho do chefe - começou a abusar do nosso amigo.

Todos os dias vinha com aquele papo de "Cara, tô sem tempo, me ajuda nisso?". O rapaz, cujo nome é Fernando, pensou que Bernardo era inofensivo. Ledo engano.

Pouca gente sabe, mas ingenuidade e meuguice não combina com o temperamento do personagem central desse conto. Não é mal-caráter, mas é frio e calculista. É obstinado pelo sucesso, mas nem por isso vai sair por aí pisando em cima de todo mundo. Ou seja: não deixará de conquistar o que quer, mas também não arriscará amizades para isso. O que não é o caso da relação dele com Fernando.

E foi isso que aconteceu: uma brecha estava ali, na sua frente. Apesar de Fernando ser o filho do chefe, não estava atendendo as expectativas do pai. Foi aí que começou a arquitetar seu plano.

Não que Bernardo seja um cretino, longe disso. É apenas, como disse, um cara que está sempre em busca do sucesso. Enquanto os demais colegas - que taxaram-no de inimigo tão logo Fernando foi demitido -, o "nosso herói" manteve sempre a sua aparência calma e tranqüila.

O que ninguém percebeu é que atrás daquela ingenuidade estava uma mente que não parava de racioncinar a melhor maneira de conseguir o que queria.

Muitos chegaram ao posto que Bernardo desejava, mas nenhum ficou por muito tempo. Enquanto uns derrubavam os outros, ele comia pelas beiradas. Fazia o seu trabalho do jeito que tinha de fazer, mas sempre mostrando competência. De competição ele gosta, o que não gosta é de competir com fracos. Sabe como é, se é pra disputar alguma coisa, que seja com quem possa dar trabalho: "vitória sem esforço é uma merda", já disse algumas vezes.

Sete meses. Foi tudo o que precisou tornar-se chefe. Como? O dono da empresa simplesmente viu-se incompetente para manter o trabalho na linha e contratou Bernardo como o maioral. Hoje dá palestras em universidades e em empresas. Quando perguntam como conseguiu chegar lá, responde de forma sutil e ao mesmo tempo firme:

- Sou de escorpião. Quer mais o quê?

14 comentários:

Pequena Kah disse...

Hei, vou ser o Bernardo! rsrs.

Ixi, se tivesse me chamado de emo, estaria levando um soco virtual (?) rsrsrs. Você tá certo, nada de morar junto. Por mais que eu seja uma romântica incurável, não me vejo em um relacionamento mais sério. Quero minha independência, me vejo crescendo profissionalmente e sozinha.

beijos.

Juh... disse...

sauhsuhauhsuahsuh
eu nuuuunca tinha notado acredita?
mas sou ariana msm
tava errado
sou de abril
mas depois desse conto até qria ser escorpiana suahsuahsuhs!


ohhh....se bernardo conseguiu so pq eh de escorpião vc tb chega lah viu?
aih fica rico logo e vem me conhecer
td certo já


xerooo!

Desajustada disse...

hei, vou ser Bernardo [2]!

enfim, adorei.
beijos

Pequena Kah disse...

Emo é foda...hauahaua, estou longe de ser isso. Nem vem que não tem. Me chama de emo que eu ponho um fim na nossa amizade, rsrsrs. Meu texto tá melancólico demais, eu sei, não sei escrever sobre coisas felizes. Mas como eu disse no fim, não estou deprimida, pelo contrário. Festa total.

beijo.

P.s: Não consigo achar emo nenhum bonito. FATO!

Pedro Favaro disse...

- escorpião? Acho que vc tem que parar de crer em horóscopo! - eu responderia!

Bacana o conto!

tarso marques disse...

cara....eu sou libriano e sou foda! hahaha (e modesto tbem....)

Gabi disse...

ah cara, não adianta.
Escorpião domina...

Para entendermos por que e para que estamos na terra, DEUS destinou uma missão a cada um dos doze signos."Era manhã quando DEUS parou diante de suas doze crianças e em cada uma delas plantou a semente da vida humana. Uma por uma, elas dirigiram-se a Ele para receber seu dom e conhecer sua missão "." Para você, Escorpião, dou uma tarefa muito difícil. Você terá a habilidade de conhecer a mente dos homens mas, não permito a você que fale sobre o que aprender. Muitas vezes você será magoado pelo que vê e, por causa da dor, se afastará de Mim e se esquecerá de que não sou eu, e sim a perversão de minha idéia que está causando sua dor. Você terá tanto do homem, que chegará a conhecê-lo como animal, e lutará tanto com seus próprios instintos que perderá seu caminho. Mas quando você finalmente voltar a Mim, Escorpião, eu terei para você o supremo dom do propósito". E Escorpião voltou a seu lugar.

Nanita disse...

Adorei, adorei.

'de competição ele gosta, o que não gosta é de competir com fracos. Sabe como é, se é pra disputar alguma coisa, que seja com quem possa dar trabalho' bem modesto o senhor Bernardo.

:*

Dama de Cinzas disse...

Interessante o conto! Com uma mensagem a ser aproveitada... rs

Beijos

Mary West disse...

Humm naum sei se admiro ou se tenho medo de pessoas assim, sei lá, ambição é uma coisa boua, mas ser frio e calculista parece ser algo que não seja possível de separar nos momentos apropriados, quem tem esta condição convive com ela em todos os momentos. Nã, fico com a minha alma mesmo obrigada.

Be Biasibetti disse...

sou de gemeos e tb vou chegar la :P

damaria disse...

Um homem que chega a tanto não justifica isto confessando seu signo. A não ser que a justificação venha revestida de sarcasmo (em próprio dos escorpianos).

damaria disse...

corrigindo: BEM próprio

Tatiane Souza disse...

Bernardo!

Ser frio e calculista exige um certo equilibro de voce mesmo. Porque em algumas horas existe um forte desejo impulsivo...
Mas está certo, com calma, paciencia e raciocinio logico, ser frio é inevitável, e calculista óbvio! ^^

Abraço.