Publicidade

domingo, 2 de dezembro de 2007

Haja coração

No post anterior falei sobre a união entre gremistas e colorados em prol de um objetivo: ver o Corinthians rebaixado. Não que seja muito legal isso, mas fazer o quê, né? Parece que o Brasil inteiro estava querendo isso.

Não posso responder pelos outros, portanto, como este blog é meu, vou transmitir a minha opinião. Quando era um pequeno pirralho, era fã do Corinthians. Jogava futebol e sempre pensava que era o Marcelinho Carioca. Depois fui me perfazer de goleiro, e minhas comemorações eram gritando o nome de Ronaldo, então goleiro do time alvi-negro. Entretanto, o tempo passa, o tempo voa, a poupança Bamerindus continua numa boa, mas a gente muda bastante. Comecei a ver o futebol com outros olhos.

Percebi que minha paixão, mesmo, é automobilismo. Desde 1997 não vou a estádio algum - por incrível que pareça, nesse último jogo que vi o Grêmio perdeu para o Corinthians por 1 a 0, com gol do Rincón; e a rede balançou bem na minha fuça. A partir de 2001, comecei a ir pra Tarumã com bastante freqüência e por aí vai.

Tá, mas não é a minha vida que está aqui. Voltemos ao que importa. Comecei a ver - repito - o futebol com outros olhos. O eixo Rio-São Paulo sempre comandou tudo, principalmente esse esporte em que 20 carinhas correm atrás de uma bola. E esse fato começou a me dar nojo. Ver Galvão Bueno e outras criaturinhas da Rede Globo gritando com desdém "Gol do Grêmio", enquanto na vez dos paulistas-cariocas era "Gooooooooooooooooooooooooooooool" contribuíram muito com isso.

Quanto mais eu crescia, mais eu via que não gostava do Corinthians. A arrogância, a prepotência, sempre me deram nos nervos. E os Corinthianos, mais do que qualquer outro time - fora o Flamengo -, nunca teve humildade. Afinal, qualquer um que se autodenomine Timão não é humilde - e a imprensa, como sempre, contribui com a fixação disso no imaginário das pessoas.

O lance de 2005, quando o Corinthians foi campeão após aquela roubalheira, começou a aflorar o meu sentimento anti-Corinthians. Sei lá, não me orgulho desse sentimento, mas fico feliz que isso tenha acontecido. Não sei se é alguma vingança de minha parte, sei que estou bem confuso. Aliás, essa minha tese não é nem um pouco passível de defesa, não tenho argumentos para isso. Entretanto, sinto-me aliviado.

Ah, vai saber, né? A torcida não merece isso, mas juntando tudo - agora sendo racional -, o time paulista mereceu cair. Assim como o Grêmio em 2005, o Palmeiras há não sei quantos anos e o Fluminense há não sei quantos muitos anos. É bom para aprendermos a descer do salto e vermos que somos falíveis.

Só espero que a CBF não faça uma nova Copa João Havelange, que funcionou como um "tapetão" para o Fluminense. Para quem não se lembra, o tricolor carioca estava na terceira divisão do Campeonato Brasileiro e, do nada, foi para a primeira sem passar pelas etapas necessárias. O mesmo aconteceu com o meu Grêmio no início da década de 1990, que subiu no tapetão também - na época, estava em 8º na segundona e subiu porque a CBF beneficiou os 11 primeiros.

Bem, acontece. Este post não diz muita coisa. É confuso, assim como eu. Quem disse que nós somos perfeitos?

***


P.s.1: Há dois anos, o Grêmio lançou o DVD "A Batalha dos Aflitos", mostrando como foi o último jogo da Série B, quando subiu pra A. Será que, agora, fará um DVD ressaltando a partida de hoje, na qual merecia uma derrota, ressaltando que foram os responsáveis pela queda do time paulista?

P.s.2: Vale dar uma conferida na previsão de notícias para 2008 que um leitor do Blog do Wianey fez.

P.s.3: Meu pai e meu irmão continuam felizes com a derrota do Inter para o Goiás, que contribuiu para a queda do Corinthians. Nessas horas é que a gente vê que a vingança é um prato que se come frio. Pode não gostar do que "come", mas no final fica feliz. É praticamente como cuidar de uma anemia: ter que comer beterraba (ergh) e lentilha (duplo ergh).

5 comentários:

Marco disse...

Graaaande Dólly. Bah cara, que jogo emocionante mesmo. Lá no Olímpico tinha mais gente preocupada com os outros resultados do que com o próprio jogo. Muito bem bolado o que tu escreveu hehe. Fazer o quê né cara: "infelizmente" o CUrinthians caiu. Tu tá triste?? Eu não hehehe...
Abração meu, te cuida.

Rodrigo Dias disse...

Em algum momento eu disse que estava triste, Marquito?

Nessa disse...

melhor foi o faustão.

força, timão!
força, torcida!!!

aham.

máximo as previsões 2008. repassei pra Deus e o mundo, baita marketing!

=*

rafinhasantana disse...

Já era para esses brasileiros...hahaha!

Viva o SUL.

Meio provinciano, mas bagual.

Nina 512 disse...

poxa... vc nem me avisou que tinha voltado...


:'(


pooo, tem mt coisa pra ler aqui agora...

mas n gosto de futebol... =/

prefiro a oraçao da amizade!!!

/o/


^^



bjox x x